terça-feira, 28 de dezembro de 2010

Ensitel: o que não fazer nas redes sociais

(Actualizada às 19h25)

A hashtag #Ensitel foi usada 1218 vezes nas últimas 12 horas em Portugal (dados do Twitter Portugal recolhidos às 19h13). O recurso aos tribunais por parte da empresa, em reacção aos posts da cliente Maria João Nogueira no seu blogue, transformou-me num autêntico pesadelo para a marca.

Chovem críticas no Twitter, no Facebook - incluindo na própria página da Ensitel - e na blogosfera contra a empresa. O recurso aos tribunais - para que sejam apagados do blogue Jonasnuts.com, de Maria João Nogueira, os posts que a Ensitel considera difamatórios - não caiu bem aos internautas. O resultado no tribunal ainda não se conhece, mas pode dizer-se que já há um perdedor: vamos certamente ouvir falar muito da Ensitel em Portugal como um exemplo do que uma marca não deve fazer nas redes sociais.

Se as coisas já estavam difíceis para a Ensitel, esta tarde pioraram. O comunicado publicado pela empresa na sua página oficial do Facebook foi alvo de um autêntico ataque por parte dos internautas - do texto consta aliás um "Twiter" que ajudou às críticas quanto ao desconhecimento da empresa sobre o que são as redes sociais. O caso é o grande favorito para o tiro no pé português nas redes sociais em 2010.

Entretanto, foi criada uma página nova no Facebook chamada "Nunca Mais Compro Nada na Ensitel" que, às 19h11, contava já com 899 fãs. E também já há um vídeo no YouTube, com 374 visualizações e 34 "likes" (às 19h25).


Algumas notícias sobre esta história:
"Queixou-de de empresa em blogue e acabou em tribunal" - TVI24
"Ensitel enxovalhada nas redes sociais" - Expresso Online
"Empresa enfrenta chuva de críticas por intimar ex-cliente a apagar textos de blogue" - Público Online

Sem comentários:

Enviar um comentário